ATIVIDADES DA ÁGUA 5 ANO

O QUE É AGUA?


Substância (H2O) líquida e incolor, insípida e inodora, essencial para a vida da maior parte dos organismos vivos e excelente solvente para muitas outras substâncias; óxido de hidrogênio.



HIDROLOGIA



A parte líquida que cobre aproximadamente 70 % da superfície terrestre, sob a forma de mares, lagos e rios.



CICLO DA ÁGUA 


O ciclo da água é muito importante para todas e todos, seja ao consumo diário, seja ao abastecimento nas residências, geração de energia elétrica, produção de alimentos e muito mais. Uma das principais responsáveis pela entrada de água no ciclo hidrológico é a chuva. Quando é precipitada, parte escoa pelos rios, outra infiltra e o restante evapora ou é transpirada pelas plantas. Ao longo desse trajeto, pode ser utilizada de diversas maneiras, encontrando o mar ao final, onde evapora e se condensa em nuvens que seguirão com o vento, reiniciando o ciclo.

O volume de água sob a forma de chuva que o Brasil recebeu em 2018 correspondeu a 13,8 trilhões de m³. A evapotranspiração correspondeu a 11,7 trilhões de m³. Da parcela da chuva restante, uma parte infiltrou no solo, alcançando as reservas de água subterrânea, e outra se tornou escoamento superficial, alcançando os rios e córregos. Considerando a contribuição dos rios provenientes de outros países na Amazônia, 5,7 trilhões de m³ de água escoaram em rios no território nacional. Ao todo, saíram do país por meio dos rios, ou para o mar, ou para outros países, cerca de 8,4 trilhões de m³ de água durante o ano de 2018.

QUANTIDADE E QUALIDADE DA ÁGUA


Tanto as águas superficiais quanto as subterrâneas contribuem com a vazão dos rios e precisam ser monitoradas para que se determine a quantidade disponível e a qualidade delas. O monitoramento hidrológico é realizado para fornecer informações, ao longo do tempo, sobre a quantidade e a qualidade dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos em todo o território nacional.

Grande parte do monitoramento no Brasil ocorre em estações pluviométricas e fluviométricas de uma rede nacional. Essa rede possuía em 2018 quase 22 mil estações, cuja operação é realizada por diferentes instituições. A ANA gerenciou diretamente em 2018 um total de 4.968 estações, sendo 2.769 pluviométricas, que monitoram as chuvas, e 2.199 estações fluviométricas, que medem os níveis e a vazão de água nos rios, lagos e reservatórios, a qualidade de água e os sedimentos. Em 2018, havia 2.873 pontos de monitoramento de qualidade de água em operação em 24 Unidades da Federação.

USOS DA ÁGUA


A retirada total de água estimada em 2018 foi de 2.048 m³/s. O principal uso de água no país, em termos de quantidade utilizada, é a irrigação (49,8%), seguida pelo abastecimento humano (24,4%) e pela indústria (9,6%). Juntos, representaram cerca de 85% da retirada total. Outras utilizações vconsideradas foram o atendimento aos animais (8,0%), as termelétricas (3,8%), o suprimento rural (1,7%) e a mineração (1,6%). A demanda por uso de água no Brasil é crescente, com aumento estimado de aproximadamente 80% no total retirado nas últimas duas décadas. A previsão é de que até 2030 a retirada aumente em 24%. O histórico da evolução dos usos da água está diretamente relacionado ao desenvolvimento econômico e ao processo de urbanização do País.

GESTÃO DA ÁGUA


A água é um recurso natural limitado, dotado de valor econômico e essencial à vida de todos os seres vivos. Por ser um bem de domínio público, o governo federal e os governos estaduais e distrital são os responsáveis por regular seu acesso, promovendo o uso múltiplo e sustentável em benefício das atuais e futuras gerações.

A atual gestão de recursos hídricos do Brasil foi baseada na Política Nacional de Recursos Hídricos, de 1997, a chamada Lei das Águas. Em 2018, 21 anos após sua publicação, estavam em funcionamento no país 235 comitês de bacias hidrográficas, já haviam sido desenvolvidos 155 planos de bacias e tinham sido arrecadados R$ 2,84 bilhões com a cobrança pelo uso dos recursos hídricos. No total de todas as outorgas de direito de uso já emitidas, a ANA contabilizava quase 9.894 outorgas válidas em julho de 2018, e os órgãos gestores das Unidades da Federação, mais de 64 mil outorgas.

Fonte: https://www.ana.gov.br/aguas-no-brasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caderno de Atividades- Matemática- JPEG